Tutorial: Como preencher um formulário rafflecopter

[Resenha] Primeira Temporada: Being Human

6 de mai de 2013



Ano de Produção: 2009
Produção: Touchpaper , BBC/Cymuru Wales
Criação: Toby Whithouse
Numero de Episódios: Episódio Piloto + 06
Avaliação: Ótimo

 “Eu tenho um amigo, ele diz que toda felicidade é passageira. Ele nos chama de Malditos. Agora vejo o que ele quer dizer. Sabe, pensei que ter uma casa, assistir TV nos faria como todo mundo, mas não faz, porque a natureza sempre vai ganhar.”

                                                                                                                                             Mitchell

Este parágrafo acima define bem o argumento da série inglesa Being Human, um vampiro, um lobisomem e um fantasma (mulher) morando juntos em uma casa, tentando viver a vida como humanos. Fazendo de tudo para resistir aos instintos. Foi a originalidade desse argumento que me chamou a atenção na série.

Ela conta a história do vampiro Mitchell (Aiden Turner), que resolveu renunciar ao sangue, ele é o melhor amigo do lobisomem George (Russel Tovey), ambos trabalham como zeladores de um Hospital. Para se enturmar mais no mundo humano eles compram uma casa, onde conhecem a fantasma Annie (Leonora Crichlow), que assombrava o lugar.


Annie vivia sozinha, espantando as pessoas que queriam morar na casa em que morrera, ela não era vista por ninguém desde que virou fantasma, até Mitchell e George comprarem o lugar. Por terem dons sobrenaturais, eles podem ver a garota fantasma, como uma pessoa normal. A partir disso surgiu, por acaso, uma amizade entre eles, um tipo de Friends sobrenatural, sem as risadinhas de fundo. Um trio de amigos de personalidades bem diferentes: Mitchell é o descolado, George o nerd e Annie a organizada.


Mitchell e Lauren
Além dos problemas de tentar viver escondendo o que são, Mitchell tem que resistir as tentações de Lauren (Anabel Scholley), a última garota que ele transformou em vampira e de Herrick (Jason Watkins), líder dos vampiros e mestre dele, pois foi ele quem o transformou, ambos ficam tentando fazer com que Mitchell volte a ser um vampiro comum que se alimente de sangue humano. George, por sua vez, tem que se isolar na floresta, durante as luas cheias para não matar nenhum ser humano e Annie tenta a todo custo reconquistar seu namorado, Owen (Gregg Chillin), ainda vivo.



O que achei interessante na série, além do argumento, é que ela mostra o quanto uma amizade verdadeira pode dar forças às pessoas, fazendo-as crescer, torná-las mais fortes. Isso fica bem claro na primeira temporada, pois todos os três personagens enfrentam grandes desafios para defender e salvar seus amigos; Mitchell desafiou sua raça para defender seu amigo lobisomem, Annie superou um grande medo para ajudar George, que por sua vez, fez algo que nunca imaginou fazer para salvar a vida de seus dois amigos.


Nina
Por ter poucos episódios, a primeira temporada é repleta de surpresas e reviravoltas, que mudam drasticamente a história e o destino dos personagens. A partir do segundo episódio, acontecem grandes mudanças na série, George descobre sobre o seu passado e sua maldição e conhece uma nova personagem, Nina (Sinead Keena), que irá mudar drasticamente a vida dele, além disso, nesse episódio, Mitchell começa a perceber que viver sem se alimentar de sangue, não será tão fácil quanto ele imaginou.

No episódio 03, Annie descobre que sua morte foi mais drástica do que ela pensava e, a partir, do episódio seguinte, quando Mitchell é acusado de pedofilia, por causa de um mal entendido, fazendo com que todos os moradores do bairro se voltem contra ele e seus amigos, tudo muda na série, pois o vampiro percebe o quanto cruel pode ser a raça humana, o que muda drasticamente a sua maneira de pensar e agir.

A primeira temporada de Being Human é muito boa. Por ser curta, vai direto ao assunto sem enrolação, a única falha que vejo na série, é o fato de os vampiros andarem de dia, dormirem em camas confortáveis e poderem se alimentar de qualquer alimento que se compra em um supermercado. Isso me incomodou bastante, pois para que beber sangue, se ele pode comer qualquer coisa? O charme do vampirismo vem do fato de o vampiro não poder fazer as coisas que os humanos podem, como comer, andar de dia e dormir em qualquer lugar. Essa humanização tira toda a graça da ideia criada por Bram Stocker para o vampiro Drácula, mas isso não prejudica a série, pois esse vampirismo humanizado funcionou nela.  Mas voltando à Being Human, os personagens são ótimos, assim como o elenco. Russel Tovey consegue ser engraçado até sem querer. Os efeitos especiais são muito bons para uma série inglesa, na sua primeira temporada, além disso, a trilha sonora é repleta de músicas pops da época do lançamento, que se encaixam muito bem com os acontecimentos em questão.

Being Human é uma série para jovens, que aborda temas mais fortes e atuais de uma forma livre, dramática e divertida. Se você quer se divertir, se emocionar e torcer pelo seu personagem favorito essa é a série ideal.

Curiosidades:
         No episódio piloto, Mitchel é interpretado por Guy Flanagan e Annie por Andrea Risebourigh, o único que participou desse episódio e continuou na série, foi Russel Tovey, o George.

         Em 2011 a série ganhou uma versão americana produzida pelo canal SyFy, adaptada por Jeremy Carver e Anna Fricke. E o elenco traz Sam Whitwer como o vampiro Aidan, Meaghan Rath como a fantasma Sally e Sam Huntgton como o lobisomem Josh.

         Em 2012, o ator Eiden Turner, interpretou o anão Kili no longa O Hobitt: Uma Jornada Inesperada, do diretor Peter Jackson.

Kili

Por: Daniel 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

17 comentários:

  1. Parece interessante , tenho um colega que estava acompanhando a serie e disse que é bem legal. Porem, parece que já foi cancelada não é mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela está em sua quinta e ultima temporada. Como todo o elenco mudou a audiência caiu bastante e a BBC resolveu por cancelar a série.

      Colunista: Daniel

      Excluir
  2. Nunca tinha ouvido falar, mas até que parece ser um pouco interessante.
    Infelizmente, não sou muito ligado à essas coisas sobrenaturais de vampiros e tals, ainda menos quando envolve romance entre as personagens.

    Vou acabar nem tentando assistir.

    ResponderExcluir
  3. Oie!
    Não conhecia a série e achei bem interessante. Gosto de coisas que falam sobre a força das amizades e tal. Com uma boa dose de humor é ainda melhor!
    Muito bacana conhecer mais um trabalho do Aidan. Adorei O Hobbit.
    Poxa, acabei de ficar sabendo e a série já está cancelada? rs
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente sim, mas como perdeu todo o elenco principal, já estava mais do que na hora de ser cancelada.

      Colunista: Danoiel

      Excluir
  4. Eu só tinha visto comerciais dessa série na Sony, não tinha me animado muito, mas nem sabia exatamente sobre o que era. Conhecendo agora o enredo achei interessante, uma pena que foi cancelada.

    ResponderExcluir
  5. Eu não conhecia a série ainda, mas parecer ser muito boa essa coisa de vampiro, lobisomem e fantasma viverem juntos, tipo BFF. kkkkkk
    Quero ver!

    ResponderExcluir
  6. Parece ser interessante... gosto dessas coisas sobrenaturais.
    Mas essa ai não me interessou muito, não, e tenho tantas outras, acho que não vou assistir...

    ResponderExcluir
  7. Adoro séries para jovens. Vou começar a baixar a série agorinha porque gostei muito da sinopse. Fiquei imaginando como é a série *---*

    ResponderExcluir
  8. Eu assisto a versão US, que eu amo demais.
    Esta nunca tinha me agradado ou me chamado a atenção, não sei porque KKK Mas acho que os atores não me agradam muito, sei lá. Prefiro a versão Americana.

    ResponderExcluir
  9. Muito interessante essa série eu gostaria muito de ver ela acho que eu ia gostar muito pois adoro seres sobrenaturais, e creio que deve ser muito divertido a série.

    ResponderExcluir
  10. Já ouvi falar dessa série mas nunca tive curiosidade de assistir,só que com a sua resenha eu fiquei super curiosa para ver.

    ResponderExcluir
  11. Eu queria ver essa série faz algum tempo mas as séries que eu assisto estão muito atrasadase estou fazendo maratonas. Ainda não enontrei tempo para ver Being Human. Gostei das curiosidades da série e do tema de amizade que ela trata.

    Érica Martins
    Espiral dos Sonhos

    ResponderExcluir
  12. Nossa, essa série parece ser muito legal.
    Eu já vi propaganda dela na TV, mas nunca assisti a nenhum episódio.
    Mas eu fiquei curiosa mesmo em conhecer... Imagina 3 espécies que não se bicam muito convivendo juntas...
    Pena que a primeira temporada é tão curtinha né?

    Bjok

    ResponderExcluir
  13. Que massa! Adoro livros assim, e séries além de Vampire diaries nunca tinha visto nada! Parece ser muito legal! Vou procurar assistir essa mistura de tudo rsrsrs

    ResponderExcluir
  14. Pq histórias de vampiros sempre tem lobisomens tb? =P Não conhecia essa série, mas ela parece ser interessante. Eu não posso ver um episodio de série que já me apaixono e fico viciada huahuahua. ou dar uma chance a ela.

    beijos
    Kel

    ResponderExcluir
  15. Não conhecia essa serie e ela pareceu ser legalzinha. 6 episódios só? Bem pouco para uma série. Sempre acho que tem que ter pelo menos 15 episódios por temporada.

    ResponderExcluir

 
© Copyright 2014. Todos os Direitos Reservados.